Dicas estéticas para se cuidar durante a gravidez

0
192
Dicas estéticas para se cuidar durante a gravidez

Dicas estéticas para se cuidar durante a gravidez, saiba como diminuir os efeitos que tanto preocupam as mulheres durante este período, a fim de manter uma aparência mais bonita e cuidar do corpo.

A gravidez induz muitas mudanças no corpo da mulher grávida e a pele não é exceção. É importante saber identificar essas mudanças para saber o que é normal e o que não é.

Você tem manchas na pele? Apareceu uma linha em sua barriga?

Até 90% das mulheres sofrem um processo de escurecimento da pele durante a gravidez, principalmente se tiverem a pele morena na base. O mecanismo exato não é conhecido, mas tudo parece indicar que o aumento hormonal estimula a produção de melanina.

Existem certas áreas que tendem a ser mais pigmentadas: mamilos e aréolas, pele genital, axilas, parte interna das coxas e a área ao redor do umbigo. Além disso, há uma linha vertical na barriga que também pode ser pigmentada de forma impressionante.

Outras manchas que podem aumentar são as sardas e pintas; embora não pareça haver uma série de doenças malignas, qualquer mudança notável em qualquer tipo de mancha deve ser relatada ao médico.

A chamada “mancha da gravidez” pode aparecer no rosto, seu termo científico é ” cloasma ” ou ” melasma”. As áreas em que costumam aparecer são o rosto e pescoço, e acontecem especialmente durante o segundo trimestre.

Cuidado para evitar manchas na pele

Por esse motivo, é aconselhável usar proteção solar nessas áreas, se for para ficarem expostas ao sol, para evitar o máximo possível o seu aparecimento.

Na maioria das vezes, essas manchas desaparecem após a gravidez, mas uma pequena porcentagem (10%) pode permanecer, neste caso você pode consultar um dermatologista ou aderir a alguns tratamentos disponíveis para eliminá-las ou atenuá-las. O tratamento do cloasma durante a gravidez não é recomendado, pois alguns medicamentos podem ser tóxicos para o bebê.

Por tudo isso, a exposição aos raios ultravioleta (UVA) deve ser limitada durante a gestação, pois pode favorecer o aparecimento desse tipo de lesões pigmentares. Além disso, o aquecimento corporal associado a essas sessões provavelmente não é benéfico, e uma diminuição dos níveis de ácido fólico tem sido demonstrada devido a essa exposição.

Quando aparecem as estrias? Elas podem ser evitadas?

No ensaio para gestante, muitos detalhes são alterados pelo photoshop e, com certeza, todas as mulheres gostariam de ter aquela pele linda e livre de manchas, que podemos ver nas fotos, mas a realidade é diferente, sendo que, para que isso aconteça é preciso adotar cuidados essenciais de prevenção a estrias e manchas, como mencionado anteriormente.

As estrias tendem a aparecer no final do segundo trimestre. Até 90% das estrias aparecem em mulheres de pele branca, elas são raras em mulheres negras ou asiáticas. Elas estão relacionadas a fatores genéticos, hábitos alimentares ruins e sobrepeso.

As estrias violetas ou avermelhadas aparecem primeiro, especialmente no abdômen, embora também possam aparecer nas coxas, braços, seios, axilas e nádegas. Progressivamente, elas se tornam mais claras, além disso, as mesmas podem ser acompanhadas por coceira na área afetada.

Por que elas aparecem? Parece haver vários fatores envolvidos: causas hormonais da gravidez, distensão abdominal e ganho de peso durante a gravidez, entre outros. Parece haver uma tendência hereditária de desenvolver estrias.

Cuidados para evitar estrias na gravidez

Nenhuma terapia mostrou evidência científica suficiente para prevenir ou interromper o desenvolvimento de estrias durante a gravidez. Diferentes tratamentos têm sido propostos, como suplementos vitamínicos, massagens com óleo de rícino e rosa mosqueta, cremes de ácido glicólico e outros tipos de preparações homeopáticas ou óleos diversos.

No entanto, é mais simples tentar evitar o problema ou amenizá-lo durante esse período, realizando cuidados diários ao aplicar hidratantes (especificamente anti-estrias) nas áreas com maior probabilidade de aparecerem. Deve-se aplicar uma ou duas vezes ao dia, após o banho, enfatizando abdômen, seios e coxas. Deve ser feito com cuidado e em movimentos circulares.

Após o parto, há tratamentos com tretinoína que comprovadamente reduzem as estrias. Este medicamento é claramente prejudicial ao feto, por isso deve ser sempre aplicado no final da gravidez. Em certos casos, a carboxiterapia ou o laser podem ser a solução.

Em qualquer circunstância, você deve sempre ir ao dermatologista para perguntar sobre o tratamento mais adequado para o seu caso.

Está crescendo mais pelos no meu corpo e meu cabelo está quebradiço, isso é normal?

Na maioria das vezes, o crescimento de pelos é reforçado durante a gravidez. No entanto, também é normal que após 1 a 5 meses após o parto haja tendência a uma maior queda ou fragilidade de cabelos.

Por volta de 15 meses após o parto, deve-se observar uma estabilização da taxa de crescimento ou queda do cabelo. Também tende a aumentar o crescimento dos pêlos corporais e faciais durante a gravidez e diminuir nos primeiros seis meses após o parto.

Existem muitos métodos para remover os pelos do corpo, como barbear, depilação com cera ou depilação a laser. Embora o laser seja provavelmente uma técnica inofensiva durante a gravidez, já que só atua na pele, não temos estudos em mulheres grávidas, por isso, atualmente, os dermatologistas aconselham o adiamento até depois do parto.

Mesmo assim, se você fez uma sessão de laser durante a gravidez, não deve se preocupar com saúde, o que pode acontecer é o aparecimento de manchas.  

Como cuidar do seu cabelo na gravidez

Como devo cuidar do meu cabelo durante a gravidez? Posso usar alisadores de cabelo? As tinturas são perigosas? Essas são algumas das dúvidas mais comuns que costumam surgir entre as mulheres grávidas.

Foi demonstrado que pequenas quantidades de tintura de cabelo são absorvidas através da pele e para a corrente sanguínea. Essas quantidades são mínimas e provavelmente não prejudiciais à gravidez. Nenhum estudo com mulheres que tingiram o cabelo acidentalmente no início da gravidez mostrou complicações associadas. Por tudo isso, considera-se que o risco associado ao tingimento dos cabelos ao longo da gravidez é mínimo e, portanto, pode ser feito sem problemas.

Em relação ao alisamento de cabelos, a química é mais forte e pode acabar prejudicando a gravidez, por esse motivo, o indicado é usar produtos sem formol ou outras substâncias tóxicas com alta dosagem química.

Dicas de estética e cosméticos

Partimos da regra geral de que a exposição do feto a qualquer tipo de creme ou loção tópica é mínima, mas por outro lado não é zero. Por isso, oferecemos as seguintes dicas sobre os principais procedimentos estéticos:

Produtos autobronzeadores: A maioria dos fabricantes concorda que eles são seguros, uma vez que, simplesmente escurecem a pele sem ser absorvido. A recomendação é que você use produtos testados dermatologicamente que não contenham iodo ou hormônios em sua composição. Na dúvida, pergunte ao seu ginecologista

Limpeza Facial: Não há contra-indicação.

Cosméticos: A maioria dos cosméticos é totalmente segura durante a gravidez. Você só deve evitar os produtos “antienvelhecimento” ou “antirrugas” que possam conter ácido retinóico ou derivados da vitamina A.

Essas são as dicas estéticas de beleza para mulheres gravidas. Lembre-se de sempre consultar o seu ginecologista ou dermatologista, antes de realizar o uso de produtos cosméticos ou realizar tratamento estéticos durante a gravidez.

Dicas – Juliana Ferrari

Deixe uma resposta